Artigos

Dia 16/08/2011 - KINGMAN (Arizona) a GALLUP (Novo México)

Gallup, 16 de Agosto de 2011.

Kingman (Arizona) , Cratera do Meteoro a Gallup ( Novo México) -   410 Milhas (660 Kms)

       O café da manhã no Motel 6 foi de arrepiar, um omelete para cada um, com uma meia dúzia de ovos, recheado com cebolas e umas fatias de bacon frito pra acompanha, tudo  muito ligth com muita Coca cola. Estão querendo acabar com nosso corpinho.

         Nos equipamos e saímos do hotel com nossas motocas, andamos uns 150 metros e encontramos mais um museu da Route 66, estacionamos as motocas novamente, tiramos os equipamentos e ai percebemos que estava fechado, fizemos uma foto e partimos novamente. 

            museu

     Sabíamos que esse caminho de Kingman até Seligman seria o melhor trajeto que faríamos na Route 66, pois é a única parte da histórica rodovia que se afasta muito da Ruta 40, uma Highway.

     E realmente foi muito interessante a viagem, logo começamos a passar por pequenas comunidades onde tudo se identifica com a antiga Ruta 66. Essas pequenas cidades sobrevivem basicamente de turismo.

     66

      Paramos em vários locais para fazer umas poses, descansar e comprar uns badulaques. Neste trecho, a estrada é belíssima. Tráfego mínimo, asfalto perfeito e toda aquela aura de mito presente todo o tempo.

    Chegamos a Seligman após umas duas horas de viagem. Seligman é uma cidadezinha com uma rua só, que é a própria Route 66, mais algumas transversais.

      seligmann

      Deixamos a nossa marca no vidro da lojinha, um brasão do Vida Mansa e um adesivo da viagem.

         adesivos

        Tudo gira em torno da Route 66 e de algumas empresas de transporte. A linha férrea acompanha a Route 66 a grande maioria do tempo.

        SELIGMANN

             66

           burrinho

    Saímos de Seligmann, passamos por Willians e seguimos em direção a Flagstaff.

       posto 66

        66

      66

      placa

     Depois de algumas milhas rodadas chegamos ao viaduto que da acesso a uma estrada secundaria que nos levou a famosa Cratera do Meteoro ou Meteor Crater. De longe já víamos a elevação no solo que mais parecia uma montanha de tão grande.

      CRATERA

     Logo na entrada da estação, no pátio, conhecemos a cápsula da Apollo que pousou no oceano depois de voltar do espaço.

      APOLLO

            meteorito

      Pedaço do meteoro sobre a mesa no Museu da Cratera.

         telescopio

        Planetário

         Mais um lugar muito interessante eu tivemos a oportunidade de conhecer. O grande buraco no solo com cerca de 200 mts de profundidade e 1.250 mts de diâmetro, foi produzido há cerca de 50.000 anos por um asteróide com cerca de 40 mts de diâmetro.

     cratera

     A Cratera do Meteoro é um local muito visitado por turistas e é a primeira cicatriz na terra confirmada como de origem extraterrestre.
     cratera

     Através de uma potente luneta conseguíamos ver lá no fundo da cratera um helicóptero e  uma fenda onde alguns visitantes com mais tempo e disposição podiam entrar alguns metros abaixo da superfície.   Foram encontrados pedaços do meteoro a mais de 300 metros de profundidade.

     cratera

      Retornamos então a Route 40/66 que nesse local andam juntas e logo chegamos a divisa do Arizona com o Novo México.

      new mwxico

      Pela primeira vez na viagem pegamos uma chuvinha fraca que deu uma boa refrescada .

     novo méxico

     Já no estado do Novo México, chegamos a cidade de Gallup onde vamos dormir, encontramos um hotel legal e saímos para jantar num Restaurante Mexicano, muito boa a comida.

        comida

    Amanhã saímos em direção de Amarillo no estado do Texas.

    See you Tomorrow