Você está aqui: Home

Artigos

Dia 17/08/2011 - GALLUP ( Novo México ) a AMARILLO( Texas )

Amarillo ( Texas), 17 de Agosto de 2011

Gallup ( Novo México ) a Amarillo ( Texas ) – 424 milhas ( 682 Km )

          No primeiro trecho de estrada, logo que saímos de Gallup, já percebemos que o visual estava mudando, continuava tudo deserto, mas agora com tom de verde.

                     ita

              motos

       Como em toda nossa viagem até agora, alternamos trechos de highway e route 66, que em certos momentos andam juntas. Quando andando pela histórica Route 66, sempre encontramos os antigos pontos de parada para refeições e dormitórios.

          boteco

         motel

        As paradas pouco a pouco sempre são necessárias, para abastecer, fazer um lanche, descançar o corpinho, etc.

       abastecendo

       Mas numa dessas paradas, um pequeno incidente nos fez conhecer o peso das Harleys Davidson, num pequeno vacilo do Raniere, a motoca pendeu e o jeito foi correr pra não ficar embaixo e ser frito pelo escapamento quente. Em 3 conseguimos levantá-la, nenhum arranhão, nem na moto nem no condutor, rsrs. Sinaleirinha quebrada, canela riscada mas todos passam bem, rrss.

         moto caida

        Seguimos viagem para o Texas sempre curtindo o visual diferente e bonito, ao menos para meus olhos.

      ponte

      Já no Estado do Texas, encontramos na beira da estrada algo que imaginavamos ser mais um museu da 66, paramos, e descobrimos que ali se vendia muuuitas quinquilharias velhas.

      boteco

     Mas valeu a parada, o casal foi bem simpático e pediu para que escrevêssemos nossos nomes na parede da casa e colocássemos um adesivo da viagem no vidro da porta de entrada.

      boteco

             Andamos mais algumas milhas e chegamos num ponto turístico Texano que já havíamos programado para visitar. Um dos mais estranhos locais de visitação que já conheci, mas legal. Trata-se do famoso  Cadillac Ranch, também chamado de O Cemitério dos Cadillacs,

     cadillacs

     Foi uma idéia um tando irreverente de um milionário Texano chamado Stanley March que certa vez disse, “ Para mim, o sonho Americano é uma viagem de cadillac, com uma loira, até as praias da Califórnia”, e pediu a um grupo de arquitetos que criassem uma obra de arte representando seu sonho.

        O resultado da obra, criada em 1974 às margens da Route 66, ficou conhecida como Cadillacs Ranch, constituída por 10 Cadillacs diferentes produzidos entrre 1946 e 1964, enterrados no deserto Texano, próximo a Amarillo.

        cadillacs

        Os Cadillacs foram enterrados com seus narizes no chão e as barbatanas , ou suas traseiras, ficaram para cima.  Foram enterrados seguindo a evolução dos modelos dos cadillacs.

         Primeiramente, os automóveis possuíam a cor original. Com o passar do tempo, os visitantes começam a grafitar os carros com  sprays, e assim foram perdendo suas cores originais. Dessa forma grafite nesse local se tornou costume e foi liberado.

         Hoje se tornou uma tradição ir ao Cemitério dos Cadillacs munido de uma lata de spray colorido para deixar uma mensagem e o nome escrito nos carros.

       cadillacs

       Os carros logicamente já estão sem pára-brisas, janelas, portas e alguns ainda tem seus pneus que rodam juntamente com seu diferencial. Sendo assim, são essencialmente os quadros eviscerado de Cadillacs. Isto significa que você pode realmente rastejar através dos carros empoeirados e subir em cima deles, só tendo o cuidado de tinta fresca.

       cadillcs

       Depois de um bom tempo junto aos cadillacs nos despedimos e seguimos viagem até a cidade de Amarillo onde vamos dormir.

      cadillacs 

       Chegamos no hotel, descarregamos as malas, e ao entrar no quarto nos deparamos com camas muito grandes e altas, tive que pedir uma ajudinha para subir, rsrs.

       malas

      cama

      Logo descobrimos que no hotel tinha uma bela piscina e banheira de hidromassagem, o corpinho agradeceu, já começamos a gostar do Texas.

       piscina

       Depois de relaxados, pedimos na portaria do hotel onde ficava o restaurante Big Texan Steak Ranch, pois eu tinha visto uma placa na estrada antes de chegar a Amarillo, nela tinha a foto de um alcatra assado que deu água na boca. Gravei o nome do restaurante pra sempre de tanta vontade que deu.

      O atendente nos disse então que o restaurante tinha um serviço de leva e traz, e já ligou pedindo que nos pegassem no hotel. Para nossa surpresa em alguns minutos estacionou uma enorme limusine branca  com um chifre enorme no capô dianteiro.

      limusine

      Andamos 25 km até chegar ao restaurante, a cidade de Amarillo é muito comprida, em torno de 35 km.

       Logo que chegamos percebemos que estávamos no lugar ideal, um local pitoresco, de todos os restaurantes que passamos até hoje nos EUA, sem dúvida esse é o que melhor representa a sua região, Texano de verdade.

        big texan

          O interior do Big Texan Steak Ranch é absurdo. Surreal. Um monte de relíquias do Velho Oeste, cabeças de bichos que foram caçados (alces, bisões, veados, etc…) artefatos índios, uma galeria de tiro com pistolas de brinquedo, um bar, uma loja com centenas de cacarecos, e um salão imenso com todos os móveis de madeira, lotado, onde garçons e garçonetes passam com bifes enormes e acompanhamentos que por si só já são uma bela refeição.

       cantores

      

       Como não poderia faltar, lá estavam os Texanos com seus violinos tocando aquelas velhas musicas com Suzana.

       texan

       Neste restaurante além de muitas opções de pratos a base de carne. Mas um deles faz parte de um desafio hilário que ocorre a muitos anos. Trata-se do Steak Big Texan 22oz,  é um pedaço de alcatra de 2,8kg, uma batata assada de umas 300 grs, um prato de salada e uma bota de refrigerante de 500 ml. O prato custa 200 dólares, mas se o camarada se propor a comer em no máximo uma hora não precisa pagar a conta, se não comer paga 200 doletas. Um desafiopraticamente impossível para a maioria.

       alcatra  

      Tem que ter muito apetite, muitos passam mal, não sei se pela quantidade de carne ou se pelos 200 dólares que tem que pagar, rsrs. O camarada que detem o recorde atual comeu o prato em 19 minutos.

        big texan

       Como não estávamos com tanto apetite assim, pedimos nossa carninha, um chopinho e pedimos para que nossa limusine nos trouxesse de volta para o hotel, pois amanhã bem cedo nossa aventura  vai continuar com destino a Oklahoma.

      See you tomorrow

Adicionar comentário / Add Comment / Añadir Comentarios

Gostou do nosso site? Deixe seu comentário! Ele será publicado após a aprovação.


Voltar ao Topo