Você está aqui: Home

Artigos

33º dia - 16/09/2012 - 1º Dia na BR 319

Hoje as 7:30 da manhã o Clark apareceu no hotel para nos levar até a balsa e seguir viagem conosco por mais uns 150 kms. Ainda tínhamos que comprar os galões para levar o combustível que não havíamos encontrado no dia anterior, mas que tem um parceiro como o Clark não precisa ter maiores preocupações, num instante ele resolveu o nosso problema e seguimos viagem. Chegamos a balsa e lá já estava nos esperando o Brasil, mais um motociclista parceiro de Manáus que nos deu boas dicas. .. segue abaixo.

Ontem, devido as fortes chuvas em Manáus, resolvemos mudar nossos planos, optamos em fazer a BR 319 em pelo menos 3 dias e não mais em 2. Porque em 2 dias teríamos que obrigatoriamente percorrer 450 kms por dia, e se não conseguíssemos cumprir o trajeto por algum motivo, corríamos o risco de ficar no meio da selva a ver navios, digo, onças. E tomamos a decisão certa, a de dormir em Igapó Açu, logicamente com o auxílio do Clark que conhece bem a região e certamente nos orientou.
a
Chegamos ao local para pegar a balsa e atravessar o Rio Negro para então começar a viagem pela BR 319, se bem que a rodovia começa ainda dentro de Manáus .
a

a
Sobrou um tempinho para uma descontração com os simpáticos policiais que pararam para conversar conosco sobre a viagem, ai os abusados do Vida Mansa entraram em cena.
a

a

a
De cima da balsa deu para ver o encontro das águas dos Rios Negro e Solimões, formando o Rio Amazonas, como nos explicaram por aqui. O Solimões também é conhecido como Amazonas mais para o lado da sua nascente. A algumas contradições em relação a esse assunto.
a
Passamos a balsa e logo paramos para tomar uma aguinha, a travessia é demorada e o calor estava horrível.
a
O Clark e o Brasil seguiram conosco até o último posto de combustível existente nessa rodovia, ali enchemos os galões reservas e ficamos com autonomia de mais ou menos 500 kms.
a
Nesse local também nos despedimos de nossos amigos. Mesmo conhecendo pessoalmente por tão pouco tempo, sabemos que esse camarada chamado Clark é nosso amigo e que é parceiro de verdade,  nos auxiliou em tudo o que precisamos e sentimos que só o fez por que assim ele puramente é, GENTE BOA.
a
Agora éramos só nós e a rodovia BR 319, bendita para uns e maldita para outros.
a
Saímos do posto e logo a estrada começou a desaparecer, ficando muito difícil de andar por ali. Mas não temos escolha, a não ser encarar e ir até o fim.
a

a
Tivemos que parar logo para distribuir o combustível de um dos galões que estava rachado e estava vazando muito sobre o banco.
a
Chegamos a nossa segunda balsa, embaixo de uma ponte que esta sendo construída pelo Exército Brasileiro.
a
Pegamos uma balsinha pequena que cabia só 3 motos em cima, o balseiro estava trebado, na hora se sair da balsa, se eu tirasse a minha moto a balsa virava com o peso da moto do Nika, depois de algumas manobras resolvemos a situação.

a

a

a

a

a
Encontramos pelo caminho um casal de Australianos ferrados mas felizes, o Billy e a Patricia, ele pilotando uma BMW de uns 35 anos com 450 mil kms rodados e ela Kawasaki Trail. Estão a 6 anos viajando. Nos contaram que estavam a 2 dias na BR 319 e tinham caído muitos tombos porque tinham pegado muita chuva. 
a

a
A estrada cada vez piorava mais e só ficávamos imaginando se resolvesse chover.
a
Uma paradinha para abastecer o corpinho com cereais, banana e água a 35 graus no meio da selva amazônica.
a
Andamos por várias horas passando por muitos buracos, pontes pequenas e desvios.
a
 Até chegarmos a Igapó-Acú, esse é o nome da comunidade e do Rio que atravessamos de balsa para chegar a casa de Dona Mocinha  e Seu Raimundo, pessoas conhecidas dos motociclistas que se aventuram por esses caminhos tenebrosos. Aqui vamos dormir em nossas redes num espaço que gentilmente Dona Mocinha nos cedeu.
a

a
Eu e Dona Mocinha
a
Logo que chegamos, já que estávamos sem almoço, Dona Mocinha fritou um belo peixe para comermos.
a
Depois do almoço, as 5 da tarde, não resistimos e fomos tomar um banho no Rio Igapó-Aço que tem muitos botos, infelizmente não conseguimos fotografar nenhum. Muito interessante os costumes por aqui, as pessoas aos poucos vão ao rio para tomar banho, dar banho nas crianças, entram no rio para escovar os dentes, lavar panelas etc.
a

a
Entramos no rítmo da comunidade.
a

a
Falando com uma Sra muito simpática, Dona Dulce, que estava tomando banho no rio, descobrimos que ela, com 15 anos de idade foi a primeira mulher a atravessar a nado o rio negro em Ponta Negra em Manáus. Perguntamos a ela também de onde vinha a água de bebida deles, ela disse que eles pegam do meio do rio, pois dizem que a água é muito limpa, e que rio acima só tem uma família que mora na sua margem. Ai esta Dona Dulce levando água na cabeça para sua casa.
a
Escureceu, e aqui estou, numa choupana a beira do Rio Igapó Açu, esperando um ensopado de surubi que Dona Mocinha esta fazendo para nós. Enquanto isso, estou fazendo o diário que só será postado quando chegarmos a Porto Velho, daqui a 2 ou 3 dias, quando tivermos internet novamente.
a
Antes de dormir ainda teve cantoria. Para espantar as onças...
a

a
Nessa choupana é que vamos dormir, as redes estão prontas nos esperando para o merecido descanço. Daqui uns minutos desligam o gerador e se vai a luz.
a

a

a
Fazendo algumas perguntas para seu Raimundo, ele nos contou que fazem 25 anos que a estrada esta nessa situação, e que na época o exército a mando do governo, provavelmente, e sem dúvidas por motivos políticos, destruíram com máquinas pesadas muitos trecho da rodovia, tornando-a intransitável em épocas de chuva. Mais um descaso com o povo, dessa vez com o povo do estado do Amazonas. Vítimas de algum governo antigo mal intencionado por ter tomado tal atitude, e também vítima de um governo atual despreocupado com o desenvolvimento do estado, já que essa rodovia liga diretamente o estado do Amazonas com as regiões mais ao sul e nordeste do Brasil.
a
Uma camarada chegou a pedir para eu fazer bastante fotos, para filmar e divulgar para o resto do país o que esta acontecendo por aqui. O que nos surpreende é que para vir colar cartazes de política eles aparecem. Tremenda falta de vergonha na cara.
Estamos na espectativa, pois sabemos que o dia de amanhã será mais difícil, o tempo esta chuviscando e nós rezando para que não chova. Bem cedo seguiremos viagem até o nosso próximo e único ponto de apoio a partir daqui, em 250 kms de estrada dura  no meio da selva amazônica.

Até.. Toco

Comentários  

 
Alcir Bonatto
0 # realezaAlcir Bonatto 19-09-2012 02:02
o Toco você ficou uma Glacinha com este teu calçanzinho de praia ai no meio do certão kkkkk
Responder | Responder com citação | Citar
 
 
mancha
0 # Bertrão(PR).mancha 19-09-2012 17:23
Aê moçada. Confortavel domir em redes??? Abços e boa viagem. Não corram muito neste estradão. heheh
Responder | Responder com citação | Citar
 
 
Antonio Clark Xavier
0 # RE: 33º dia - 16/09/3012 - 1º Dia na BR 319Antonio Clark Xavier 20-09-2012 02:59
Amigo Toco e familia, foi um prazer estar com vocês, fico feliz em poder ajudar aos motociclistas que possam por aqui, seja com informações ou mesmo com apoio logistico, e saiba que é muito gratificante saber que ajudei de alguma forma a sua travessia.
"Tem amigos que nos enchem o saco, vocês encheram foi meu TANQUE." valeu amigos.
Responder | Responder com citação | Citar
 
 
wilson Santos de Sou
0 # manaus/amwilson Santos de Sou 01-12-2015 21:05
Você poderia dar algumas diga dessa viagem.
Responder | Responder com citação | Citar
 

Adicionar comentário / Add Comment / Añadir Comentarios

Gostou do nosso site? Deixe seu comentário! Ele será publicado após a aprovação.


Voltar ao Topo