Você está aqui: HomeDiário de BordoExpedição Egito 2010EXPEDIÇÃO EGITO 2010Dia 05/05/2010 - 13º Dia - EGITO - LUXOR 2ª DIA

Dia 05/05/2010 - 13º Dia - EGITO - LUXOR 2ª DIA

13º dia
05 de Maio de 2010
LUXOR - 2º Dia - PASSEIO DE BALÃO, VALE DOS REIS, TEMPLO DE HATSHAPSHUT,
                                COLOSSOS DE MENON, TEMPLO DE LUXOR E PASSEIO DE CALESA.

                      Acordamos cedo mais uma vez para atravessar o Rio Nilo de Feluca e fazer o passeio de Balão que acontece no outro lado do Rio.  De dentro da Feluca já dava para ver os balões voando.

                         ÑILO

                       
Quando chegamos ao outro lado, já tinha uma van nos esperando para nos levar até o local onde decolavam os balões.

                        BALÃO

                      
E logo nosso balão começou a ser montado e em alguns minutos já estávamos voando.

                        balao

                     
Sobrevoamos muitos templos na região do Vale dos Reis, um dos maiores é o da Rainha Hatshapshut.

                        TEMPLO
                      
                      
Ainda tem muitas escavações na região em busca de tumbas de alguns Reis. 

                        templo

                       
Neste sobrevoo observamos a área fértil que se localiza beirando toda a extensão do Rio Nilo.

                        BALÃO

                     
Canais de água do Nilo são desviados para que a irrigação seja facilitada. Nesses campos de alfafa e outras culturas é que os balões pousam.

                        solo fertil

                       Voo de balão concluído, seguimos de van para o Vale dor Reis.
                      
No meio do deserto, sob um calor escaldante, o Vale dos Reis é a principal necrópole (cemitério) do Império Novo do Antigo Egito. Possui 62 túmulos dos faraós e de homens nobres desse período.  Entre eles, e que podem ser visitadas, Ramsés II, Ramsés VI, Amenophis II, Seth I, e Tutankhamun que ainda contém uma das três pedras originais do sarcófago com um caixão de ouro, guardado por babuínos pintados na parede e também a múmia que há pouco tempo retornou ao Vale, estava no museu do Cairo.

                        vale dos reis

                      Diversas ruelas separam tumbas de dezenas destes faraós. Ano após ano, vão sendo descobertas neste vale, mais e mais tumbas.  Mas a única intacta até hoje foi a de Tutankhamun.

                        tumba  
 
                       Algumas tumbas chegam a ter mais de 100 metros adentro com diversos corredores e câmaras, tudo escavado na pedra.  Em suas paredes, ricamente decoradas, foi pintada em hieróglifos, a vida de cada um dos faraós.  Existia uma confraria de artesãos que trabalhava especificamente nas construções das tumbas.  Mais uma vez não é permitido fotografar as tumbas, dizem que é para os flashes não prejudicarem as pinturas.
                      
Saímos do Vale dos Reis e fomos ao templo da Rainha Hatshapshut que tínhamos visto do balão.

                         templo
  
                       O Templo da Rainha Hatshepsut foi construído como uma série de grandes terraços, com várias fileiras de colunas de granito que se confundem com as montanhas ao fundo. A Rainha Hatshepsut foi a única mulher que governou o Egito.

                        templo

                      Em todos os templos é uma constante ser assediado pelos guardas, mostrando-te algo para fotografar, e depois pedem gorjetas, mas nisso eles se superaram.
 

                        templo

                       Depois do Templo da Rainha Hatshapshut, passamos pelos Colossos de Menon (abaixo), que são constituídos por duas estátuas gigantes de Amenophis II, cada uma mede 18 metros de altura cada, pesando 1300 tons.
                      O antigo templo tinha cerca de 385 000 metros, sendo um dos maiores da Antiguidade, mas foi completamente destruído devido às inundações do Nilo e à extração de materiais. Essas duas estátuas foi o que restou  do Templo de Amen-hotep III.

                        colossos de menom

                      De volta ao hotel mais um banho de piscina pra tirar a poeira do deserto e ficar prontos para outra.

                        hotel

                       Depois de bem descansados, saímos do hotel para fazer um a passeio de Calesa (charrete) pela cidade.

                        calesa

                     
Aí vem o dilema da negociação, primeiro nos ofereceram por 50 Libras Egípcias para os 4, ou seja, 12,5 lbs para cada um, tudo certo, mas ficava muito apertado e resolvemos pegar duas calesas, então já não era mais 12,5 e sim 25 lbs cada um, como ainda achávamos barato, aceitamos e fizemos o passeio, no final, fui pagar e dei 100 lbs para o camarada, ele disse,“Por Alá, por Alá, são 100 lbs por Calesa”, vai fazer o que, acabamos pagando em vez de 12,5 lbs, 50 lbs (15,00) por pessoa , o que ainda foi muito barato.  
                      Pedimos para que dessem um giro pelo centro da cidade e depois fosse ao mercado.  No centro a maior confusão de carros nos cruzamentos, enroscando-se com calesas, ônibus parado no cruzamento para passageiros entrarem ou sairem, uma loucura.  Tinha momentos que parecia que os carros iam nos bater, mas do jeito deles tudo dava certo.

                         mercado

                       O mercado é uma desorganização só, muita sujeira, interessante de se ver, mas nada bonito.

                       mercado

                     O povo é bom, cruzamos por umas ruelas, que mais pareciam favelas sem nenhum transtorno, nota-se muita pobreza nessa região. Mas a cidade em si, principalmente no setor turístico, é mais estruturada.

                        açougue

                     
O açougue de Luxor então é um luxo, parecido com o do mercado velho em Sharm El Sheikh, deve ser uma franquia.

                         mercado

                      
Valeu o passeio de Calesa, foi muito divertido e ainda passamos no final pelo Templo de Luxor. Um dos grandes da antiguidade.

                        templo luxor
                      
Entrada do templo de Luxor.

                      
O Templo de Luxor, no centro da cidade, foi construído por Amenophis III e dedicado ao deus Amon-Ra, e ampliado por Ramsés II. Está localizado às margens no Rio Nilo e à noite é todo iluminado.

                        templo luxor 
 
                      O passeio de Calesa foi o último que fizemos no Egito, nos deixaram no hotel, fomos até a beira do Rio Nilo para nos despedirmos e jantamos no bom restaurante do Hotel.

 Finish 

Adicionar comentário / Add Comment / Añadir Comentarios

Gostou do nosso site? Deixe seu comentário! Ele será publicado após a aprovação.


Share on Myspace
Voltar ao Topo